Gravidez e Coronavírus

A Covid-19 mudou de forma inédita nossas vidas, relações pessoais e profissionais, exigindo de nós uma ampliação da capacidade de adaptação e reinvenção. Continuando o trabalho da Luz de oferecer uma assistência gentil, respeitosa e segura para as mulheres, seus bebês e suas famílias, nós, equipe da Luz, respondemos algumas perguntas importantes sobre gravidez e o novo Coronavírus:

Quais são os riscos da Covid-19 para grávida e bebê?

Até o momento, sabe-se pouco sobre a Covid-19, essa doença que parece ter virado nossa forma de viver de cabeça para baixo.

Dentro do que sabemos, mulheres grávidas e no pós-parto que contraem a doença têm maior chance de desenvolver quadros graves, com internação em UTI e necessidade de ventilação mecânica.

Dados mundiais não apontam para um aumento de risco de morte pela Covid-19 associado à gravidez. Importantes publicações brasileiras, no entanto, revelam uma maior mortalidade materna no nosso país, muito provavelmente relacionada à dificuldade de acesso ao pré-natal adequado e à assistência qualificada (internação em UTI, por exemplo), permeada por recortes de iniquidade de raça/cor e classe social.

Além disso, como em outras doenças infecciosas que ocorrem na gestação, a Covid-19 parece aumentar o risco de prematuridade, restrição de crescimento,  sofrimento e óbito fetal.

Existem relatos de um baixo risco de transmissão do novo coronavírus da mãe para o feto e ainda não se pode relacionar a infecção à malformações fetais, mas os dados ainda carecem de consolidação.

A mensagem é sempre a mesma: respire fundo, use máscara, lave as mãos, mantenha o distanciamento social e lembre-se de encontrar recursos internos e externos de apoio, paz e equilíbrio.

Quais são os principais cuidados que a mulher grávida precisa ter?

♡ Uso de máscaras;

♡ Higienização das mãos com frequência;

♡ Etiqueta respiratória (cubra boca e nariz com o cotovelo ao tossir ou espirrar);

♡ Fazer o distanciamento social e evitar aglomerações. Quando não for possível, atentar para as recomendações acima.

♡ Manter uma alimentação saudável e fazer atividade física.

Este é um momento de resiliência, meditação, fortalecimento de entrega e confiança; não hesitar em procurar suporte terapêutico se necessário.

Além disso, é importante frisar sobre o cuidado que todas devemos ter pela responsabilidade coletiva e pela sobrecarga dos sistemas de saúde público e privado, pois existe a possibilidade de dificuldade de acesso a cuidados intensivos, por exemplo, por causa do número crescente de casos.

Qual é o risco para a gestante ao frequentar um ambiente hospitalar?

Por causa do Coronavírus, as pessoas passaram a ver o hospital como um local de risco para contrair doenças. Mas, na verdade, do ponto de vista bacteriológico e viral, ele sempre foi um local de risco, tendo em vista que pessoas que estão doentes vão pra lá para se curar.  

Para evitar o risco de contaminação em ambiente hospitalar, no pré-natal, no parto, no nascimento e no pós-parto, as gestantes podem tomar todos os cuidados citados acima ou procurar assistência fora do hospital. Em Brasília, a Luz de Candeeiro é a casa de parto privada que presta esta assistência sempre com cuidado, gentileza e amorosidade.

Qual é o local mais seguro para o parto e o nascimento em tempos de Covid?

Isso vai depender de cada gestação e do risco gestacional. Esse contexto tem levado muitas pessoas a enxergar que o nascimento não deve ser tratado como um evento que tem que acontecer em um ambiente hospitalar.

Assim, tem crescido a procura por assistência ao parto e ao nascimento fora do hospital, uma vez que o ambiente hospitalar pode causar mais risco que benefícios, principalmente nos casos de partos de baixo risco. As opções que muitos encontram são partos domiciliares e em casa de parto.

O que é a microbiota do parto e qual é a importância dela?

A microbiota intestinal é constituída por várias centenas de diferentes espécies de bactérias e tem um papel fundamental na saúde pela sua interação com o sistema imunológico.

O trabalho de parto e o parto normal têm um papel importante na formação da primeira microbiota da criança e propiciam que ela seja formada, predominantemente, por bactérias benéficas presentes no intestino, que estão relacionadas à redução de risco de ocorrência de alergias, asma, obesidade hipertensão, diabetes e doenças auto-imunes.

Uma colonização tardia com bactérias benéficas, como acontece com bebês nascidos por cesariana, inicialmente expostos a bactérias provenientes dos profissionais de saúde e do ambiente hospitalar, pode interferir no desenvolvimento da resposta imune posterior.

Na Casa de Parto Luz de Candeeiro, apesar de termos todo o enxoval para os partos, nós estimulamos que as famílias levem de casa sua própria roupa de cama, sua toalha e os paninhos e fraldas que vão secar o bebê, trazendo assim bactérias domésticas para o ambiente do parto e nascimento, seguindo a cultura das casas de parto do Japão. Pois é importante que o primeiro tecido que encoste no bebê tenha essa bactérias do ambiente onde ele vai viver e seja preenchido do amor e dos rituais de espera e cuidado familiares. 

A Covid-19 mudou a atenção da Luz no recebimento de novos atendimentos em relação ao tempo gestacional?

Mantemos o mesmo padrão. A equipe de enfermeiras e médicas obstetras da Luz de Candeeiro vai te receber com todo cuidado físico e emocional que esse momento exige. 

Limitamos o número de mulheres com as quais nos comprometemos por mês para manter a qualidade do nosso cuidado. Então, não é a idade gestacional em si de início do pré-natal, mas se nossa agenda já se completou ou não para a época do nascimento de seu bebê. 

De toda forma, quanto antes o pré-natal é iniciado, melhor, para que haja um bom tempo de desfrute do nosso trabalho e cuidado.

Entre em contato, será uma alegria receber você e sua família. 

(61) 99557-0866

Como a Casa de Parto Luz de Candeeiro está prestando assistência ao parto e ao nascimento nesse período de Covid-19?

Se você gostaria de encontrar alternativas aos ambientes hospitalares para o pré-natal, o parto e o nascimento, saiba que a nossa Casa e equipe de enfermeiras e médicas obstetras estão aqui para te receber!

Com esse momento de pandemia, nós temos o cuidado ainda maior para continuar oferecendo uma assistência ao parto e ao nascimento de forma gentil, respeitosa e segura para as mulheres, seus bebês e suas família.

Esses cuidados significam algumas mudanças na Casa de Parto, com o objetivo de manter a Casa segura para que o essencial aconteça.

Hoje nossa rotina está funcionando assim:

– Consultas ginecológicas de rotina estão suspensas; 

– Consultas ginecológicas de urgência e os serviços de planejamento reprodutivo estão mantidos;

 – Consultas virtuais de pré-natal seguem a programação normal. O cronograma habitual das consultas presenciais (com exame físico) de gestações de risco foi reduzido e inspirado na proposta da FIGO (Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia). Para as gestações de alto risco, as consultas presenciais serão mais frequentes e individualizadas com cada gestante;

– Em casos de partos que precisarem de transferência para o hospital, especialmente para o cenário de realização de cesariana, a enfermeira assistente acompanhará a parturiente/casal até o hospital e a assistência do hospital para dentro será feita pela equipe médica da Luz de Candeeiro. Assim, as enfermeiras circulam na comunidade e a equipe médica, no hospital;

– Em caso de partos hospitalares que permitam, pelas condições de risco, serem acompanhados no domicílio, as enfermeiras acompanharão o trabalho de parto em casa até muito próximo ao nascimento, encaminhando para o hospital em tempo oportuno e transferindo aos cuidados da equipe médica que prestará assistência até o nascimento;

Novamente, uma maneira de evitar que as enfermeiras circulem nos hospitais e que faltem equipamentos de proteção individual e insumos hospitalares para quem realmente precisa estar no hospital. 

– As enfermeiras seguirão os cuidados domiciliares com as famílias após a alta conforme calendário atual, tomando todos os cuidados de precaução de contato e higiene;

 – Acompanhantes no Centro de Parto Normal serão limitados a apenas um por parturiente

Todas as pessoas presentes no Centro de Parto Normal (parturiente, acompanhante, profissionais) devem estar saudáveis, sem qualquer sintoma de síndrome gripal. Caso a gestante apresente algum sintoma da síndrome gripal, a assistência deixará de ser classificada como de risco habitual e passará ao cuidado da equipe médica em ambiente hospitalar. 

Aqui na Luz, estamos nos empenhando em manter a serenidade, tomando as precauções necessárias e cuidando das nossas gestantes, bebês, familiares, doulas, fotógrafas, parceiras e de quem mais nosso cuidado puder alcançar. 

Convidamos vocês, gentil e humildemente, a se juntarem a nós nesse esforço coletivo e amoroso. Por favor, conte com nossa ajuda no que mais pudermos fazer por vocês. 

Por agora, deixamos nosso abraço. Virtual, mas não menos amigo e caloroso.

Category: Sem categoria
Tags:
Post anterior
Primeiro ano da Casa de Parto Luz de Candeeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu