Exames na gestação

O pré-natal é o grande pilar para uma gestação saudável. Ele deve ser iniciado assim que há a descoberta da gravidez, para que todas as fases da gestação sejam bem acompanhadas. Além dos exames e consultas , é importante também que a mulher gestante conte com  profissionais que ofereçam acolhimento, escuta qualificada e respeito ao seu protagonismo e à sua autonomia. Isso é necessário para que sua gravidez seja segura não só do ponto de vista físico,  mas também emocional. Aqui na Luz, você conta com um acompanhamento atencioso, seguro e integral.

Acabei de descobrir que estou grávida, e agora?

Primeiro, acalme-se, sinta seu coração e seu corpo! Depois, marque uma consulta pré-natal. 

Escolha uma equipe que vá andar de mãos dadas com você ao longo de todo o processo, provendo informações seguras de qualidade, baseadas no que os estudos científicos mais  mais recentes da obstetrícia recomendam. 

Escolha uma equipe que toma as decisões sobre seu corpo de forma compartilhada com você e que respeita suas decisões. 

Essa é a filosofia da Luz de Candeeiro! Venha nos conhecer. É só clicar aqui

Para nós, vai ser uma alegria te apresentar nosso modelo de assistência à gestação, ao parto e ao nascimento.

Quais exames devem ser feitos?

No primeiro trimestre, é importante realizar os seguintes exames pré-natais:

Entre 7 e 10 semanas de gestação

  • Ultrassom inicial: Para confirmar a data da gestação, sua localização e se é única ou gemelar. 
  • Rotina de sangue e urina: Para avaliar a saúde da mulher e rastrear condições de risco tratáveis. 
  • NIPT: A partir da coleta de sangue da mulher, é possível avaliar o risco do feto ter algumas síndromes como a Síndrome de Down, e saber o sexo, caso desejável. É um exame indicado em algumas situações especiais e por ser realizado a partir da 10ª semana. 

Além disso, caso a gestante deseje, a partir da 8ª semana já é possível realizar o teste de sexagem fetal e descobrir se está esperando um menino ou uma menina.

Entre 11 e 14 semanas:

  • Ultrassom morfológico de 1º trimestre com Doppler de artérias uterinas: A partir desse exame de imagem, é possível avaliar a saúde do feto, o seu desenvolvimento e se há probabilidade de que tenha alguma síndrome (como Down).  A partir do Doppler das artérias uterinas, avalia-se o risco da mulher desenvolver pré-eclâmpsia e do feto não crescer adequadamente ao longo da gestação.

Entre 15 e 22 semanas:

Caso a gestante opte, neste momento é possível realizar o ultrassom para saber o sexo do bebê. Os exames com essa finalidade são opcionais, de acordo com a vontade da gestante, pois não têm indicação obstétrica.

 Em torno da 22ª semana, é realizado o ultrassom morfológico de 2º trimestre com Doppler de artérias uterinas:  nesse exame, é feita uma importante avaliação da anatomia do bebê, da localização e da função placenta, e uma nova avaliação dos riscos de pré-eclâmpsia e restrição de crescimento

Entre 24 e 30 semanas de gestação:

  • Rotina de sangue e urina: entre 24 e 28 semanas, incluindo, neste momento, a curva glicêmica para rastreamento de Diabetes Gestacional
  • Ecocardiograma fetal: Caso haja demanda para avaliar mais de perto a saúde do bebê.

Com 35 semanas de gestação é realizada a última rotina de sangue e urina e o último ultrassom obstétrico com Doppler.

Essa é a rotina adotada pela Equipe da Luz para mulheres e bebês saudáveis. Essa programação pode ser adaptada de acordo com as necessidades que cada caso apresenta.

Para garantir a sua saúde e a de seu bebê, em toda consulta na Luz de Candeeiro você será avaliada, examinada e, na suspeita de que pode haver alguma alteração, serão solicitados mais exames.

É importante ressaltar que gestações de risco habitual não se beneficiam da realização de exames de ultrassom seriados e frequentes. Mas, em algumas situações de risco adicional, como quadros de hipertensão ou diabetes, essa rotina é modificada conforme as necessidades individuais.

Pré-natal odontológico

Além disso, é recomendação do Ministério da Saúde que toda gestante faça pelo menos uma consulta odontológica durante o pré-natal, para prevenção e tratamento de doenças dentais e gengivais. Infecções bucais, por exemplo, podem desencadear trabalho de parto prematuro.

A  prevenção, o diagnóstico e o tratamento das condições bucais não devem ser adiados por causa da gravidez. 

Radiografias dentárias (com proteção do abdômen e da tireoide) e procedimentos como anestesia local, extração dentária, canal radicular, restauração de cárie não tratada, uso de fio dental e raspagem/alisamento de placa/biofilme não são prejudiciais ao feto.

É ainda uma excelente oportunidade de obter informações sobre a amamentação e os cuidados de saúde bucal com seu bebê!

Consulta pré-natal pediátrica 

Entre 34 e 36 semanas, recomendamos que você faça a consulta pediátrica pré-natal.Nela você encontrará um/a profissional que estará congruente com seus desejos e expectativas, criando vínculo e referência desde o pré-natal.

Além disso, poderá esclarecer dúvidas sobre tipos de teste do pezinho, teste da bochechinha, teste de SCID, receber orientações sobre primeiros cuidados, primeiras vacinas, e ter encaminhamentos para testes complementares como: olhinho, orelhinha, linguinha.

Essa consulta facilita muito a vida após o nascimento do bebê!

Conte com a equipe Luz de Candeeiro para que você e seu bebê tenham todo o acolhimento que merecem.


Clique aqui e fale com a gente!